Câimbra: Causas, sintomas e tratamentos

A câimbra ou cãibra é uma contração muscular rápida, involuntária, desconfortável e que causa fortes dores localizadas. Diferente dos espasmos musculares elas ocorrem de forma intensa e persistente.
Extremamente comum e na maioria das vezes inofensivas, as câimbras podem acontecer em qualquer parte do corpo e desaparecem por conta própria. Na maioria das vezes serve como alerta do corpo, seja pelo uso excessivo do músculo ou uma forma de sinalizar a falta de algum nutriente ou desidratação.

Que é câimbra?
Partes do corpo mais propensas a sofrer câimbra
O que pode causar a câimbra?
Quais medicamentos podem causar câimbras nas pernas?
Principais sintomas
Como diagnosticar?
Tratamentos para câimbra
Causas mais comuns
Como previnir?
Formas de reduzir a probabilidade de ter crises

O que é câimbra?

A câimbra ou cãibra é uma contração muscular rápida, involuntária e muito desconfortável de um ou mais músculos causando forte dor localizada, diferente dos espasmos musculares que ocorrem de forma intensa e persistente. Mesmo sendo inofensiva, na maioria dos casos, as câimbras podem tornar os músculos  afetados impossíveis de serem utilizados.

A câimbra pode acontecer em qualquer parte do corpo, e normalmente desaparece por conta própria. Na maioria das vezes serve como  alerta do corpo, seja pelo uso excessivo do músculo ou uma forma de sinalizar a falta de algum nutriente ou desidratação.

Partes do corpo mais propensas a sofrer câimbra

A câimbra pode ocorrer em qualquer músculo do corpo, no entanto, algumas regiões são mais propensas como:

  • Pés;
  • Mãos;
  • Pernas (principalmente na  panturrilha );
  • Coxas;
  • Abdômen.

O que pode causar a câimbra?

Fatores como desgaste muscular excessivo, tensão muscular, desidratação e a manutenção de uma mesma posição por tempo prolongado, são fatores que podem causar câimbra.

Existem outros fatores que  podem  contribuir  para o surgimento  da  câimbra  muscular, sendo eles:

  • Fatores  físicos;
  • Músculos tensos;
  • Falta de alongamento;
  • Baixa  performance  física;
  • Perda  de  tônus  muscular;
  • Esforço físico  excessivo;
  • Falta  de  aquecimento  muscular  antes  da  prática  de  exercícios;
  • Fadiga  muscular;
  • Transpiração excessiva;
  • Desidratação – causada, por  exemplo, por  uma gastroenterite;
  • Suprimento  sanguíneo  reduzido (isquemia);
  • Usar  sapatos  de salto alto por  longos  períodos;
  • Fatores alimentares.

O baixo nível de minerais que contribuem para a função muscular, podem ser responsáveis pelo surgimento da câimbra, sendo eles:

  • Cálcio;
  • Potássio;
  • Sódio;
  • Magnésio;

Fatores patológicos

Quando  câimbra  passa a acontecer com grande frequência, de  forma persistente e acompanhada de outros sinais, pois pode estar relacionada a problemas de saúde mais graves como:

  • Diabetes,
  • Deficiência de sais minerais;
  • Distúrbios da glândula tireoide;
  • Anemia;
  • Doenças  no  fígado;
  • Alcoolismo;
  • Estreitamento de artérias, entre outros.

Quais medicamentos podem causar câimbra nas pernas?

Muitos remédios que utilizamos são passíveis de efeitos colaterais, sendo assim, podem contribuir significativamente  para o surgimento de câimbra.
Caso um diagnóstico não seja fechado, verificar a possibilidade de uma substituição de medicação junto ao seu médico,  poderá ajudar a descobrir a origem do problema.

A ingestão dos  medicamentos  abaixo  podem  ter como  efeito  colateral, e com isso, favorecer o surgimento de câimbra nas pernas:

  • Albuterol/Ipratrópio (Combivent®);
  • Estrogênios conjugados;
  • Clonazepam (Klonopin®);
  • Diuréticos;
  • Gabapentina (Neurontin®);
  • Naproxeno (Naprosyn®);
  • Pregabalina (Lyrica®);
  • Estatinas;
  • Zolpidem (Ambien®).

Outros medicamentos que podem incluir: Amoxicilina, bromocriptina (Parlodel), bupropiona (Wellbutrin), celecoxib (Celebrex®), cetirizina (Zyrtec), cromo, cinacalcet (Sensipar), ciprofloxacina (Cipro), citalopram (Celexa), donepezil (Aricept), eszopiclona (Lunesta), fluoxetina (Prozac), sacarose de ferro IV, lansoprazol (Prevacid), levalbuterol, levotiroxina, metformina, ácido de niconite, nifedipina, rivastigmina (Exelon), sertralina (Zoloft), telmisartan (Micardis), teriparatida (Forteo®) e teriparatida raloxifeno (Evista®).

Casos algum destes sinais ocorram, é importante considerar o momento de  procurar  um  médico.

Principais sintomas

A câimbra na maioria das vezes surge acompanhada de dor intensa, aguda e com nódulos musculares na região afetada, causando um grande  desconforto.

Como diagnosticar

Levando em consideração o seu histórico  médico, dieta  alimentar, medicamentos utilizados e uma avaliação clínica, o seu médico irá diagnosticar as possíveis causas.

Você também poderá contribuir para um diagnóstico mais  preciso relatando os seus sintomas  de forma  precisa. Para isso, você poderá responder as perguntas abaixo:

  1. Quando a dor começou?
  2. Qual a intensidade da  dor?
  3. Quando as  crises acontecem? (manhã, tarde ou noite)
  4. Quanto tempo dura  a crise?
  5. Se está sentindo outros  sintomas?

Com todas estas informações, seu médico poderá identificar a origem do problema, e também, comparar com  outras patologias  que causam o mesmo sintoma, como:

  1. Claudicação;
  2. Neuropatia periférica;
  3. Miosite;
  4. Síndrome das pernas inquietas;

Veja também:

Tratamentos para câimbra

Como a câimbra praticamente desaparece após alguns minutos, na  maioria  das  vezes não há necessidade de um tratamento específico, caso a dor persista, podemos optar por alguns  tratamentos como:

1 – Sessões de alongamento
As sessões de alongamento poderão ajudar no relaxamento da musculatura, e consequentemente, reduzir os níveis de dor;

2 -Bolsa de gelo
Para crises mais severas, a aplicação de bolsa  de gelo ajudará no relaxamento  da  musculatura, e na diminuição da dor.

3 – Medicamentos
Não existe um medicamento 100%  eficiente  para  crises  de  câimbra, mas  o  seu  médico  poderá lhe  prescrever  alguns  medicamentos que  poderão ajudar a diminuir a crise.

  • Carisoprodol (Soma®): Um  relaxante muscular;
  • Diltiazem (Cartia XT®): Um  bloqueador  dos canais de cálcio;
  • Orfenadrina (Norflex®): Trata espasmos musculares e alivia a dor e rigidez nos músculos;
  • Verapamil: Um bloqueador dos canais de cálcio;

Causas mais comuns

  • Excesso de exercício físico;
  • Sobrecarga muscular;
  • Longos  períodos de inatividade corporal;
  • Desidratação;
  • Má circulação e suprimento de sangue inadequado;
  • Baixas temperaturas, deixando a musculatura mais tensa e contraída;
  • Deficiência de sais minerais, principalmente magnésio, cálcio ou potássio;
  • Alterações metabólicas como diabetes, hipotireoidismo,  hipoglicemia e gravidez.

Como prevenir?

Para  prevenir que a câimbra ocorra novamente é importante preparar o corpo antes e após as atividades físicas, investir nos alongamentos como forma de evitar o encurtamento  muscular, respeitar seu limite e corpo, caprichar na hidratação, evitando a desidratação e comer alimentos ricos  em  potássio, magnésio e cálcio. Vale  ressaltar  que  pessoas  sedentárias  costumam  ter  mais câimbra  que  as  pessoas  ativas, por isso, uma boa solução para preveni-las é manter-se fisicamente ativo.

Formas de reduzir a probabilidade de ter crises

  1. Aumente  seu  nível  de condicionamento  físico;
  2. Incorpore  alongamentos  regulares  em  sua  rotina  de  exercícios;
  3. Aqueça e esfrie  completamente  sempre  que  se exercitar ou praticar esportes;
  4. Beba  bastante  água antes, durante e após o exercício;
  5. Certifique-se  de que  sua  dieta  seja nutricionalmente  adequada  e  inclua  muitas  frutas  e  vegetais;
  6. Uma  massagem  regular  pode ajudar  a reduzir  a tensão muscular;
  7. Use  sapatos  bem  ajustados  e evite  saltos  altos.

Referências bibliográficas

https://www.healthline.com/health/muscle-cramps#causes – Acessado em 31/05/22
https://orthoinfo.aaos.org/en/diseases–conditions/muscle-cramps – Acessado em 31/05/22
https://medlineplus.gov/musclecramps.html – Acessado em 31/05/22
https://www.houstonmethodist.org/blog/articles/2022/feb/muscle-cramps-8-things-that-cause-them-4-ways-to-stop-them/ – Acessado em 31/05/22
https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/14170-leg-cramps – Acessado em 31/05/22
https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/muscle-cramp/symptoms-causes/syc-20350820 – Acessado em 31/05/22
https://www.betterhealth.vic.gov.au/health/conditionsandtreatments/muscle-cramp#symptoms-of-muscle-cramp – Acessado em 31/05/22

Precisa de ajuda?