Doença de osgood schlatter

Osgood Schlatter: O que é, sintomas e como tratar

Osgood Schlatter │Atualizado em 05/05/2022

O que é a Síndrome de Osgood Schlatter?
O que causa a doença de Osgood Schlatter?
Quais os sintomas da síndrome de Osgood Schlatter?
Como diagnosticar a doença de Osgood Schlatter?
Tratamentos para a doença de Osgood Schlatter
Quanto tempo dura Osgood Schlatter?
Perguntas frequentes

O que é a Síndrome de Osgood Schlatter?

A doença de Osgood Schlatter é uma osteocondrose, uma condição temporária que pode causar dor e inchaço nos joelhos, sendo um dos problemas musculoesqueléticos mais comuns em crianças, adolescentes e atletas em fase de crescimento. A doença se manifesta em grande parte em apenas um dos joelhos, entre os 10 e 15 anos de idade e na sua maioria, em meninos.

O que causa a doença de Osgood Schlatter?

A doença pode se manifestar em duas condições principais, sendo elas:

Sobrecarga excessiva do tendão patelar

O tendão patelar é responsável por ligar a rótula ao tubérculo tibial (protuberância localizada no osso da tíbia abaixo do joelho). A prática de atividades como correr, pular ou subir e descer escadas podem exercer uma sobrecarga no tendão por esforço excessivo ou repetitivo, e com isso,desencadear um processo inflamatório do tendão patelar ocasionando a doença.

Surto de crescimento

Outro fator que pode desencadear a doença, é o surto de crescimento.

Durante o surto do crescimento os ossos crescem mais rápidos do que os músculos e tendões, com isso, os tendões tendem a ficar mais curtos e rígidos, ocasionando uma tensão excessiva que acaba puxando o tubérculo tibial.

Quais os sintomas da síndrome de Osgood Schlatter?

Os sintomas da doença podem variar de acordo com cada situação. Em muitos casos, ela surge de forma gradual, onde a dor vai aumentando com o tempo.

Dentre os sintomas mais comuns estão:

  • Sensibilidade abaixo do joelho;
  • Inchaço ao redor do joelho;

Como diagnosticar a doença de Osgood Schlatter?

O dignóstico parte de uma anamnese realizada por um ortopedista, ele fará perguntas sobre seu estilo de vida, prática esportiva e rotina diária para ter um histórico completo. Após a anamnese, o médico realizará um exame físico para avaliar a dor, inchaço e outros sintomas.

Durante o exame físico, o ortopedista poderá solicitar que a criança ou adolescente realize alguns movimentos como saltar ou correr, e assim, verificar os níveis de dor.

Em casos mais crônicos, exames como raio x ou ressonância magnética, poderão ser solicitados pelo médico. Com estes exames, o médico poderá descartar alguma suspeita sobre outros problemas, como por exemplo, pequenas fraturas nos ossos da tíbia e patela.

o que é osgood shclatter?
https://www.injurymap.com/diagnoses/jumpers-knee

Tratamentos para a doença de Osgood Schlatter

A síndrome de Osgood Schlatter não é uma doença grave, na maioria dos casos, ela  desaparece apenas com repouso, sem a necessidade de tratamentos mais complexos ou invasivos.

O ortopedista poderá utilizar métodos de tratamento mais conservadores, como a prática de exercícios para o fortalecimento do quadríceps e ísquitiobiais, que poderão ser prescritos por um personal trainer, podendo ser realizados em casa ou na academia.

No caso de persistência da dor ou inchaço, outros tratamentos complementares poderão ser indicados, como:

  • Diminuição das atividades esportivas;
  • Evitar esportes e exercícios excessivos poderá ajudar a reduzir a dor e o inchaço;
  • Aplicação de gelo no joelho afetado, também pode ajudar na diminuição do processo inflamatório;
  • Medicamentos para alívio da dor.

O uso de anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) , como o ibuprofeno , também poderá ser útil no processo de recuperação.

Sessões de fisioterapia

Exercícios de alongamento e musculação são importantes  para o fortalecimento dos músculos ao redor do joelho, e consequentemente, para ajudar a reduzir a dor.

Uso de muletas

O uso de muletas podem reduzir o esforço sobre a articulação do joelho, e assim, ajudar na diminuição da dor e na recuperação.

Imobilização

Em casos mais graves, o médico poderá imobilizar o joelho por um período de 4 à 6 semanas para ajudar no processo de recuperação.

Tratamento cirúrgico para a Síndrome de Osgood Schlatter

A maioria dos casos da Síndrome de Osgood Achlatter é tratada com métodos não invasivos, e com grande chances de sucesso.
Em raras situações, a dor persiste mesmo após os ossos pararem de crescer. Nesta situação, uma nova avaliação será realizada pelo ortopedista para verificar as necessidades de um tratamento cirúrgico.
Uma cirurgia só será realizada com um intuito de remover fragmentos ósseos.

Quanto tempo dura Osgood Schlatter?

Com o tratamento adequado, a doença de Osgood Schlatter tende a ter um processo de recuperação rápido, mas devido a fase de crescimento da criança que se estende até a adolescência, a dor poderá surgir novamente.

Crianças e adolescentes adeptos à prática esportiva, poderão ter ocorrências de dor por um período de 12 à 18 meses. Este sintoma tende à desaparecer ao chegar na fase de maturidade esquelética.

Embora esta doença atinja um grande número de crianças e adolescentes, a maioria se recupera totalmente, sem nenhuma complicação a longo prazo.

Perguntas frequentes

Qual o CID da Síndrome de Osgood Schlatter?

CID-10: M93.2

Exercícios podem ajudar na recuperação da Síndrome Osgood Schlatter?

Desde que acompanhado por um especialista, a prática de exercícios poderá ajudar na recuperação.

Alguns exercícios que deverão ser evitados durante o processo de recuperação:

  • Agachamentos com flexão ampla dos joelhos;
  • Agachamentos com cargas elevadas;
  • Saltos em caixotes;
  • Qualquer exercício que tenha um deslocamento bruscos.

Referências

Precisa de ajuda?