Dr. Alexandre Kusabara

O que é periostite | causas, sintomas e tratamentos …

A periostite ou canelite, como é mais conhecida popularmente, é um processo inflamatório do periósteo, uma camada de tecido conjuntivo, como se fosse uma malha, que envolve os ossos inteiros.
Este processo pode ser agudo ou crônico, e costuma apresentar dor localizada, inchaço, levando a claudicação (mancar) e dificultando as atividades físicas.

Possíveis causas

Algumas condições clínicas podem favorecer o surgimento da periostite, como:
* Início abrupto de exercícios, sem o devido preparo físico.
* Traumas
* Atividade física excessiva
* Movimentos repetitivos
* Má postura
* Desbalanço de forças musculares

Pessoas sedentárias que de uma hora pra outra resolvem iniciar caminhadas ou ainda corridas, sem orientação e sem calçado apropriado, tem boa chance de desenvolver a forma aguda.
Atletas profissionais ou de alta performance podem desenvolver a forma aguda, e posteriormente a crônica, devido ao impacto de repetição e principalmente pelo desbalanço das forças musculares.
Todo músculo tem uma função, por exemplo, tríceps sural( panturrilha) faz fletir o tornozelo (abaixar a ponta do pé) e há um outro músculo que faz estender ( elevar ponta do pé) que é o tibial anterior. Efeito agonista / antagonista.
Quando as forças destes músculos estão desbalanceados, ou seja , um muito mais forte que o outro, a sobrecarga na tíbia acontece, podendo causar a periostite.

Leia também:
O que é Epicondilite Lateral do Cotovelo
Corrida de rua X Musculação

Como a periostite é diagnosticada?

O primeiro diagnóstico é clínico, através do histórico clínico, queixa e localização da dor.
Alguns exames poderão ser solicitados, como:

• Raio X, que em se tratando de periostite estará normal, mas serve para diferenciar de patologias como fratura por estresse e infecção óssea.
• Tomografia computadorizada assim como o Rx mostra melhor as alterações ósseas.
• Ressonância magnética, seria o exame de escolha, pois pode fornecer uma visão detalhada do osso e dos tecidos moles circundantes.
• Cintilografia óssea nos casos inicias pode ser útil, pois diagnostica alterações inflamatórias locais precocemente.
• Exames de sangue para descartar foco de infecção.

Como é realizado o tratamento da periostite?

A primeira ação a ser tomada no início do tratamento é a pausa total da prática de atividades que estão causando a dor, podendo ser físicas, profissionais ou diárias.

* Repouso
* Aplicação de gelo
* Analgésicos e anti-inflamatórios
* Fisioterapia
* Em alguns casos, até muletas.

Dicas de como você pode prevenir a periostite?

Com certeza, a prevenção é o melhor caminho.
Ao se propor a iniciar a realização de exercícios físicos, consultar um educador físico para orientar qual caminho iniciar até alcançar seu objetivo.
A prevenção de lesões por esforço repetitivo, alto impacto e atividades de longa duração, devem ser orientadas por um profissional habilitado. Material esportivo como calçados, meias de compressão, palmilhas, devem ser orientados a cada caso.

Fique de olho nos sintomas!

Se você é uma pessoa ativa e gosta de superar os seus limites, preste muita atenção nos sinais de dor, principalmente nos ossos e articulações localizadas, procure um médico.

Mantenha hábitos saudáveis!